Resenha: As Faces da Luz


Título: As Faces da Luz
Autora: Tatiane Durães
Páginas: 466
Editora: Arwen

Sinopse:

Ao ser forçada a atravessar um portal por um imenso lobo, Tayara se depara com um mundo que jamais imaginara e elfos e bruxas passam a fazer parte de sua realidade. Mas o que ela não sabe é que seu destino fora traçado muito antes de seu nascimento.
Agora ela terá que escolher entre a razão e o coração, pois ao se apaixonar por um elfo descobre que uma forte maldição a prende a ele.


Uma aventura repleta de magia e descobertas se inicia.


Primeiro livro da Trilogia Arcantatys, As Faces da Luz, da autora Tatiane Durães, é escrito em primeira pessoa, pelo ponto de vista da personagem Tayara. Logo no começo nos deparamos com uma vida comum da personagem, morando com a mãe em São Paulo, cantando com as amigas, entre outras coisas.

Isso muda, como dito na sinopse, quando ela é forçada a ir para Arcantatys, um lugar completamente diferente do usual. Logo de cara já é possível notar uma riqueza de detalhes quanto à ambientação, já que a floresta e a aldeia para onde ela acaba indo são muito bem descritas.

Não só o ambiente entra nesse mérito, como também os personagens, que acabam formando uma quantia razoável e, caso não haja muita atenção, podem até confundir um pouco ou causar uma indagação do tipo “quando ele apareceu pela primeira vez?”. Num geral, os traços físicos de cada um são sempre apresentados, já a identidade vai surgindo aos poucos, como é de se esperar.

A história apresenta uma grande quantidade de criaturas, algumas surgindo logo no começo, como o lobo que levou Tayara e a mãe até Arcantatys, e os elfos, que acabam se tornando os principais. Já outras aparecem com o tempo, como as sombras, que são seres das trevas, e as fadas e dragões. Tudo isso serve para mostrar o quão diverso aquele mundo novo é, e também serve como uma base para toda sua extensão.

Inclusive, o tamanho de Arcantatys chama mais atenção do meio para o final, quando uma jornada se inicia e acaba-se descobrindo muitos outros lugares e também alguns acontecimentos daquele mundo. Outro ponto importante, que contribui para esse quesito, é a visita à uma tribo da Amazônia e à alguns lugares do Rio de Janeiro, o que mostra que nem tudo se restringe somente às fronteiras daquele mundo.


Cenas mais românticas e quentes também possuem um espaço durante toda a leitura, envolvendo Tayara e o elfo pelo qual ela se apaixona, Aodh. Não chega a ser algo hot, mas fica perto disso. Esses momentos podem até se tornar um tanto excessivos, levantando uma questão de se aquela cena é realmente necessária, porém isso é algo que vai se entendendo com o tempo, já que existe uma maldição envolvida. Essas interações diminuem um pouco quando a história se encaminha para o final.

Mesmo com a protagonista se envolvendo completamente com essa nova vida para a qual ela foi puxada, ainda existe uma certa dificuldade de adaptação para a mesma, assim como dúvidas sobre aquilo ser algo que ela realmente quer. Ela sente saudades de casa e das amigas, pensando em voltar muitas vezes. É um ponto interessante e que mostra bastante sobre a personagem.

É claro que o final do livro é algo tenso e deixa aquela ansiedade para o segundo. Na verdade, os capítulos finais parecem estar em um crescente até o acontecimento dos últimos parágrafos, de uma maneira que prende a atenção e tira todo o fôlego. De certa, o livro é assim desde o começo. São 466 páginas de uma leitura muito rápida.


A edição não deixa a desejar. Começando pela capa, que é muito bonita. Já por dentro, as folhas são amareladas e os começos de capítulos possuem uma arte que só agrega. O livro também vem acompanhado de um mapa de Arcantatys, que apresenta lugares que nem chegam a aparecer nessa primeira parte da história. Além dele, algumas ilustrações dos principais personagens podem ser encontradas durante a leitura.

As Faces da Luz é um livro indicado para todos os amantes de fantasia, mas também para aqueles que não curtem muito o gênero.

Comentários

  1. Oiieee

    A edição está linda mesmo e achei bem interessante esse novo universo de criaturas mágicas criadas pela autora, esse novo mundo para onde a protagonista é levada. Uau, são quase 500 páginas, não parecia ser um livro tão grosso. Vou esperar a resenha das continuações pra saber que tal seguirá a série.

    Beijokas

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiie.
      É um universo bem interessante mesmo e, de fato, ele não aparenta ser tão grosso. A resenha do segundo livro sai semana que vem :D
      Até mais o/

      Excluir
  2. Oi, Lipe.
    Fico feliz que ainda goste de Arcantatys. Muito obrigada pela resenha e pelo carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tati.
      Não tem como deixar de gostar de Arcantatys, né?
      Até mais o/

      Excluir
  3. Olá! Saudações literárias. Confesso que faz tempo que não leio algo do gênero. Mas antes de ler sua resenha, já fiquei encantado com essa capa e mega feliz em saber que é de uma autora nacional. Já quero ler o mais rápido possível. Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      A capa é encantadora mesmo, melhor ainda ser nacional, né? Precisamos divulgar ao máximo nossa literatura.
      Até mais o/

      Excluir
  4. Olá,

    Essa delicadeza no mapa e nos detalhes das folhas foram o que me encantaram com essa edição. Gosto de universos com diversos personagens e principalmente criaturas distintas e fantásticas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      A edição do livro é um charme, eu acho o mapa dele muito bonito. Se você gosta desse tipo de história, é provável que goste de As Faces da Luz.
      Até mais o/

      Excluir
  5. Oi, tudo bem? A capa do livro é realmente linda. Gosto de gênero fantasia e achei interessante também o fato de ser um livro que tem de tudo um pouco. Acredito que a trama da história deve ser bem montada a criativa.
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Célia.
      Fantasia é meu gênero preferido. A trama do livro é muito bem montada mesmo, vale a leitura.
      Até mais o/

      Excluir
  6. Olá!
    Gosto muito de fantasia e achei o enredo bem bacana, o que não curto mesmo é livro em série: Dulogia, trilogia e etc a não ser se for do S.King.
    A capa desse livro é belíssima.
    Parabéns pela resenha. Bja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marcia.
      Eu gosto de trilogias e sagas em geral, só me chateia um pouco quando não precisa de tantos livros e o autor continua publicando mais e mais.
      Até mais o/

      Excluir
  7. Nunca li uma fantasia brasileira. Todos os que li a respeito não me chamaram a atenção o suficiente. Pelo menos até eu ler sua resenha haha
    Gostei muito da premissa, embora a sinopse me pareça meio fraca. Sua explicação me deixou muito curiosa a respeito do livro. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Abby.
      Talvez esse seja o momento para começar a ler fantasia brasileira, pode até ser um sinal haha.
      Fico feliz que a resenha tenha te despertado interesse.
      Até mais o/

      Excluir
  8. A capa é belíssima mesmo, fiquei aqui babando. Vou anotar a dica, pois estou precisando de boas dicas em fantasia.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa tem esse poder de nos deixar babando haha
      Beijos.

      Excluir
  9. Olá, eu já li esse livro há algum tempo. O final é realmente impactante, dá desespero pra ter o próximo logo. Achei bem interessante parte da trama se passar no Brasil.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Isso mesmo, ficamos naquela vontade para ler a continuação, né? Pior ainda é se você precisa esperar pelo lançamento.

      Excluir
  10. Oi
    Infelizmente não sou muito fã de fantasia mas meu marido gosta então vou indicar para ele, mas é bom saber desse esquema do romance porque tenho certeza que ele também não vai curtir.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    Http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raquel.
      Bom, o esquema do romance tem um fundamento bem legal na história, não está lá só por estar, então talvez seu marido não se importe tanto haha.
      Até mais o/

      Excluir
  11. Oie
    a capa é muito linda e ja ouvi falar muuuitas vezes do livro, porém tenho um certo receio pois ao mesmo tempo que me chama atenção tbm não me chama, mas é uma boa dica para vir a tentar qualquer dia quando estiver procurando algo diferente

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie
    Ainda não conhecia esse livro, mas como adoro fantasia, obrigada pela dica ;) De toda a sua resenha, o que mais me chamou sua atenção foi a parte de é a tal visita a uma tribo da Amazônia, para ser um livro bem interessante. Amei a resenha.
    BJos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu confesso que não conhecia esse livro, é o meu primeiro contato com "As faces da luz" e por gostar de fantasia, já fiquei curioso com essa leitura. Gostei da sua resenha, achei interessante o fato de ter uma tribo da amazônia no livro, parece ser mesmo uma boa e envolvente leitura. Vou pesquisar mais sobre o livro!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. amei esse livro, você fez uma resenha maravilhosa, conseguiu captar os pontos fortes da narrativa, amei <3

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas