Cantada x Assédio, a diferença segundo usuários do Twitter

Hoje, dia 16 de janeiro, eu estava no Twitter quando resolvi dar uma olhada no que estava nos trending topics do Brasil. A #cantadaXassédio era um dos assuntos mais comentados, o segundo, para ser mais exato. Como qualquer outro curioso que utiliza daquela rede social, resolvi dar uma olhada nos inúmeros tweets falando sobre o assunto. 

Foi um erro meu imaginar que haveriam somente comentários sensatos sobre esse assunto, mas é claro que havia muito mais que isso. Como em todos os lugares desse universo chamado Internet, os donos da verdade também marcaram presença nessa tag. A grande maioria homens, como é de se esperar.

Não demorou muito para encontrar esses tweets dos donos da verdade, aliás. Assim como não demorou para tirarmos alguns ensinamentos bem úteis. Por exemplo, vocês sabiam que é cantada quando o cara tem o carro do ano e que é assédio quando o cara não o tem? Ou ainda que é aceitável assoviar para qualquer mulher na rua, porque "algumas delas gostam"? Agora vocês sabem.

É até inacreditável que esses comentários ainda existam e sejam comuns. 

Deixando isso de lado, muitos outros tweets buscaram apresentar a diferença entre cantada e assédio, dessa vez de verdade. Claro que, sendo homem, não posso dizer qual deles está mais certo ou qual está mais errado, mas ainda assim posso observar que existem algumas definições que repetiram-se várias vezes. 

A diferença que me parece mais clara é que cantada não é invasiva e humilhante, é algo que busca a cortesia, o flerte e a sedução. Já o assédio é aquilo que acua, que é algo agressivo e que só serve para pôr medo nas mulheres e humilhá-las. É bem simples de entender, de certa forma. Só não entende quem não quer mesmo. 

Vale lembrar também que NÃO é NÃO, que foi muito comentado. Se a mulher foi cantada na balada e não gostou, é porque é para parar. Se ela gostar, só desenvolver a conversa. Insistência também é considerado assédio.

Apesar de existirem muitas "cantadas" por aí, vale sempre pregar pelo bom senso, né? "Você é o pensamento feliz do meu patrono" é algo legal, "ô lá em casa" já nem tanto.



Comentários

  1. Oiê! Esse assunto é mesmo um tanto polêmico porque as pessoas são muito diferentes e o que ofende um, pode não ofender outro. Acredito que qualquer comunicação deve ser feita com tato e respeito, se você acha que aquilo pode ser ofensivo, diga outra coisa, se não acha, pense de novo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê, Isabela.
      De fato, são assuntos bem polêmicos, mas acredito que as discussões são válidas, até mesmo para haver entendimento maior acerca do assunto.
      Até mais o/

      Excluir
  2. Esse é um tema bem complicado de se lidar, achei bem bacana abordar esse assunto no seu blog, as pessoas normalmente levam as cantadas como brincadeiras e acabam dando corda e quando veem já é tarde demais para reclamar. Não perceberam que eram assédio desde o inicio.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Sim, é bem complicado e tem que haver um cuidado quando for comentar, pretendo fazer mais posts como esse sobre outros assuntos.
      Até mais o/

      Excluir
  3. É um assunto super polêmico mesmo e, infelizmente, a gente sempre vai se deparar com comentários como esses que você citou., ainda mais na internet onde as pessoas ofendem e desrespeitam as outras quando é falado sobre coisas do tipo. Sempre converso com amigas a respeito e acho muito importante promover essa discussão saudável.
    Adorei o post![Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Neyla.
      Sim,a internet é a terra sem lei, como chamam, todo mundo fala o que quer e nem ligam para quem está do outro lado da tela.
      Até mais o/

      Excluir
  4. Esse é realmente um assunto polêmico. Mas qual o motivo de esse assunto estar nos trending topics? Algum acontecimento relativo a isso?

    Agora, partindo para o ponto onde você citou uns dois tweets bem sem noção sobre o caso, confesso que me divirto muito olhando as baboseiras que as pessoas postam por lá. Mas acho que é porque nunca levo as doidices do twitter muito a sério hahaha Sim, é um assunto bastante sério e delicado, mas sempre vai ter aquelas pessoas que levam tudo na zoeira. Assim é o "planeta twitter"!

    Um beijo, Por Amor aos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Não sei dizer que teve algum motivo especial, não vi comentarem nada sobre. Eu fico chateado com os tweets, dá até um pouco de pena, eu diria.
      Até mais o/

      Excluir
  5. Olá
    Bom, vamos do princípio. Odeio a palavra cantada. Vamos mudar pra elogio. Pra um homem entender se é elogio ou não: Você gostaria que alguém dissesse isso a sua mãe? E a sua irmã? E a sua filha? Se sim, okay. Se não, pense novamente e mude a forma de dizer. Ao invés de chegar e dizer: nossa, que gostosa. Experimente um: você está linda hoje.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lary.
      Confesso que a palavra cantada também me soa estranha, mas enfim. Isso que você falou é uma boa maneira para se entender sobre, colocar a família como receptora do comentário.
      Até mais o/

      Excluir
  6. olha, é cada babaquisse que a gente vê certos homens [as vezes até mulheres] defendendo.
    dificil ser mulher e lidar com assédio. homem insistente,então... misericórdia...

    adorei a postagem, importante debater esses assuntos...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria.
      Não são só os homens que fazem comentários idiotas mesmo.
      Até mais o/

      Excluir
  7. Assunto polêmico com certeza. Mas sobre ele só não entende quem não quer ou não faz questão disso. Você definiu bem uma de outra, e ninguém aqui quer que as cantadas acabem até porque fazem parte dos relacionamentos, e se há respeito, não há o que ser temido e condenado.
    Fim da picada esta do carro... Não sei se rio ou se choro...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Que bom que consegui definir bem, era uma das intenções. Realmente, parece que algumas pessoas não querem entender, porque preferem continuar espalhando sua "opinião" completamente sem noção por aí.
      Até mais o/

      Excluir
  8. Adorei essa imagem do pássaro! E esse é um assunto bem polêmico mesmo. Já viu a treta das americanas e das francesas (acho que elas são francesas!)? Bem difícil chegar a um consenso até entre as mulheres!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nátalia.
      Também adorei essa imagem. Não sei que treta é essa, não. Vou pesquisar sobre o assunto.
      Até mais o/

      Excluir
  9. Oi Felipe, tudo bem?
    Eu acho bem legal quando as pessoas abrem a discussão sobre temas como esses e acho que o mundo precisa caminhar para discussões saudáveis, as pessoas precisam deixar de lado tantos comentários machistas. Definitivamente um não é um não e, o respeito ao próximo precisa existir em qualquer circunstância... todos devemos ter bom senso ;)
    Sempre bom ler textos como o seu!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anna.
      Pretendo trazer mais posts sobre esses temas para levantar essas discussões, acho interessante ler as opiniões que cada um possui.
      Até mais o/

      Excluir
  10. Oiê! Realmente um assunto que sempre entra em cena quando vai se aproximando o carnaval, pelos inúmeros relatos invasivos e agressivos da época. Parabéns pela sua colocação, e por fomentar essa discussão tão importante.

    ResponderExcluir
  11. Postagem perfeita, excelente para gerar reflexões, tenho acompanhando as postagens do linguista Sírio Possenti e me identificando, a questão do assunto tomar muita repercussão é que mulheres estão cansada da violência diária e de seu corpo ser colocado como única fonte de prazer masculino, é justo que se gere repercussões, mas também é justo que se tenha um debate ético

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Tbm vi essa HASHTAG no twitter, mas não cliquei para ler pois sabia que ia me estressar, assim como foi quando eu resolvi ler sobre o tal MC Diguinho.
    Muito boa essa sua argumentação! Como disse a Jout Jout em um dos últimos vídeos. Depois do não, tudo é assédio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie
    realmente é um tema bem complexo para se debater e sempre haverá opiniões muito divergentes. O seu texto resumiu muito bem minha opinião, uma coisa é vc cantar uma mulher de forma leve numa balada e aceitar um não com bom senso e outro caso é vc gritar no meio da rua "sua gostosa" sendo que em nenhum momento a mulher te deu abertura para isso, então adorei bastante seu texto

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá! Machismo é sempre um assunto que causa repulsa e polêmica, né? Afinal, os homens ainda estão confusos diante da mulher que se posiciona contra um fiu fiu na rua. Mas tenho fé que eles vão aprender. Um passo de cada vez e nossas filhas estarão seguras ao sair de casa. Fé.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Adorei seu post! Realmente é um assunto difícil de debater principalmente quando você abre a discussão para o público, os donos da verdade aparecem logo e ficam se doendo quando alguém critica. Bom senso é o que define o norte da conversa, tem gente que acha que qualquer comentário grosseiro dito para uma mulher na rua tem que ser engolido. Se interessar e elogiar não é crime nenhum mas vamos ter educação né? E principalmente, aprender o significado de "não". Beijos
    https://maresialiteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie amore,

    Não sei qual a temática está mais em alta, se é a febre amarela, ou, esse negócio de assédio x cantada...
    Nunca haverá somente comentários sensatos a respeito das coisas, ainda mais um assunto tão intenso.
    Adorei seu texto!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  17. É difícil isso. Rede social é praticamente um ringue. todos tem certeza, razão e defendem suas causas sempre, as únicas corretas.
    Honestamente eu gosto de me manter imparcial. prefiro conversar pessoalmente num debate saudável.
    Mas achei seu post muito legal.
    Parabéns!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Felipe, tudo bem?
    Você está de parabéns por ter aberto um espaço para discutir um assunto que atinge muitas mulheres fazendo vítimas. Como sou muito romântica gostaria de voltar ao tempo em que os homens se dedicavam em conquistar com muito respeito. Eu não sei o motivo que leva alguém ao assédio. Quanto ao twitter, acredito que não é sé em redes sociais que isso acontece, em qualquer roda de discussão, sempre teremos diversas reações.
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário