Resenha: Desejo & Honra




















































Título: Desejo & Honra
Autora: Tatiane Durães
Páginas: 156
Editora: Deuses
Sinopse:

1890. O Brasil passava por sérias mudanças. Os escravos foram alforriados, porém, apenas no papel. Os italianos começaram a chegar em busca de uma vida melhor. A corrida pelo ouro terminara há muito tempo e o café com leite era o que sustentava a economia do país.
Em Minas Gerais, uma única família ainda mantinha a atividade do minério, a família Leon, eles continuavam sendo abençoados, encontrando ouro em suas terras.
O Conde de Leon, filho do monarca Duque de Leon, que, devido a idade, não conduzia mais os negócios. Conde que, apesar de bondoso, carregava no peito a enorme dor da perda. Sua esposa Cassandra falecera ainda muito jovem, e desde então ele nunca mais ficara atraído por nenhuma mulher, até aquele dia. 31 de outubro, quando uma jovem de cabelos negros e pele extremamente branca chegou em sua casa para ajudar na cozinha. Uma jovem bonita, delicada e inteligente.
Assim, o Conde de Leon, finalmente percebeu que poderia se libertar do fantasma de sua falecida e amada Cassandra. 

Entretanto, a jovem carregava consigo um segredo: Linda, porém fatal.

"Da mesma autora de As Faces da Luz e Kaelium"


Um romance de época que foge de clichês!





















Passando-se na cidade fictícia Monte Fino, a história é narrada em terceira pessoa e conta a história de Amanda, uma protagonista forte e independente. O enredo se passando em 1890 acaba por mostrar fatos históricos, alguns muito presentes e falados e outros que não ficam muito explícitos, mas quem sabe acaba percebendo.




























Um desses fatos é a alforria dos escravos e o que os barões e condes achavam sobre isso, tendo aqueles que não aderiram a isso e continuavam castigando-os. O café e o leite também estão presentes na história, tendo mais foco no café.
As rixas entre os barões é um ponto alto no enredo, muitas delas sendo por motivos de terras.
"Ela desceu os olhos pelo corpo do conde. Tinha o hábito de reparar nas vestimentas das pessoas para saber a classe social e se era uma possível vítima. Reparou que apesar de magro, ele era forte. A camisa branca estava semiaberta e deixava os pelos do peito à mostra, a calça um pouco justa marcava perfeitamente os quadris."
O que torna o livro diferente e deixa com que o livro não seja tão clichê, é as religiões apresentadas, das quais não falarei muito pois pode ser spoiler. A maneira como é apresentada é muito misteriosa, e cria uma tensão e ansiedade.
A leitura é bem fluída, mas o final ocorreu um pouco rápido demais, mesmo já tendo uma ideia de como seria a partir daquele ponto, acredito que poderia ter sido melhor explorado o fato que é mostrado.




































A diagramação e bem simples, com adornos no começo de cada capítulo. As folhas são amareladas e o livro possuí orelhas.
NOTA:


Comentários

  1. Oi Lipe,

    Fico feliz que tenha gostado. Obrigada por ter lido. bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário