Resenha: A Guardiã



    Título: A Guardiã

    Autora: Ane Viz
    Editora: Desfecho romances (Multifoco)
    Páginas: 129

    Sinopse:

   É possível retomar o controle de sua vida depois que ela parece ter saído de suas mãos?” A vida de Lílian muda com a morte de sua melhor amiga a levando a uma grande confusão.
   Em meio a isso, se depara com o amor que não é como sempre imaginou. E agora ela está pronta para lutar e ser a guardiã que sempre sonhou. Lílian é uma garota comum, ou quase, que aprenderá que existe muito mais coisas que ela não conhece. Um nova vida com um rumo totalmente diferente quando ela se vê diante de um problema que não tem a solução. Vê seu destino ser drasticamente mudado e fugir completamente de suas mãos. Será ela capaz de poder guiar novamente sua própria vida e provar que pode ser e será a melhor guardiã de todas?

"As portas eram um pequeno empecilho em relação aos monstros que matei. Empurrei-as com força, correndo, sem parar em momento nenhum, sendo seguida por meu mentor de perto."

    O livro é escrito em primeira pessoa, e o que mais chama atenção é que não é aquele tipo de história que todo mundo conhece, clichê. É tudo novo, pelo menos para mim, e isso eu gostei bastante. Achava que era um romance meloso, apesar da sinopse não dizer isso, e de fato tem um pouco de romance sim.

"Abracei-o uma vez mais e senti lágrimas escorrerem por meu rosto. A pior parte de todas era ficar longe dele."

    Uma coisa que não me agradou muito foi o excesso de pontos, as frases são pequenas e é algo que não gosto muito. Uma coisa que aparece bastante no livro são palavras em outras línguas, e claro, aparece o significado, e aprendemos muito.

Curiosidade I

A ideia do livro surgiu da vontade de unir dois mundos diferentes do sobrenatural, como seria juntar, por exemplo, A mediadora e Crepúsculo.

"Fechei meus olhos me ajeitando melhor no banco. Afinal, passaríamos uma boa tarde da noite Puissance dentro do avião."


    A protagonista perde sua melhor amiga, e seu pai é, de certa forma, temido por muita gente, e Lílian é uma personagem forte e com autoestima. Não do tipo de personagens, que por conta de fatos ocorridos, desanimam da vida ou algo do tipo.

"Saí de lá rapidamente. Agora era a minha vez de dar as costas, mas não consegui ir muito longe, pois senti meu braço ser segurado com força, porém de um jeito que não me machucasse."

    Eu achei a capa bem bonita, e a mulher que está desfocada achei muitas vezes parecida com a autora. As folhas são amarelas e os capítulos estão em números romanos alinhados à direita. A fonte está boa e não encontrei erros. 

NOTA



Comentários

  1. Oi Fe, gostei muito da sua resenha. Adorei a curiosidade que você postou! Nunca tinha pensado nisso e essa me parece ser uma boa história.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela sugestão de leitura. Estou sempre procurando novidades. A história parece ser ótima. Sua análise a respeito do livro foi excelente. http://carmemoliveiraa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Lipe você foi a primeira pessoa que vi dizer algo que eu pensava, também acho a mulher da capa parecida com a autora! Rsrs. Gostei da resenha.
    Clube da Leitura

    ResponderExcluir
  4. Oie.

    Sempre imaginei a autora na capa rs.
    Quero ler este livro e espero curtir a leitura.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee . Adorei sua comparação com a autora e a garota da capa hahaha
    Espero ler o livro em breve
    http://blogmaisumlivronaestante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oii Fe, gostei bastante da sua resenha. Parece ser um bom livro.

    Beijos,

    Rafaella Lima
    Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir

Postar um comentário