Resenha: Anne de Green Gables

Título: Anne de Green Gables
Autora: L. M . Montgomery
Editora: Martins Fontes
Páginas: 480

    Sinopse:

    Uma menina de 11 anos, com cabelos ruivos, sardas e uma mente tão perspicaz quanto a de um cientista em busca de conhecimento , chega a uma terra onde as tardes são calmas; os pores do sol alaranjados; as florestas aconchegantes; e os rios suaves, como o ritmo do povoado.
    Sua boca é uma matraca, e seus sonhos são maiores que moinhos de vento. Anne vai crescendo, e de patinho feio revela-se um elegante e atento cisne, pronto para abrir suas asas e voar para além das veredas. Mas a vida é feita de artimanhas, e a garotinha adotada pelos irmãos Marilla e Matthew tem algumas cercas a pular, sem jamais deixar seus sonhos desvanecerem, como algumas criaturas fazem.




Foto do Blog Fabiana Freitas
Foto do Blog Fabiana Freitas

    Minha Opinião: 

    O livro dá para perceber desde o inicio que é mais feminino, não que os meninos não possam ler, claro que podem. É um livro muito poético, e como fala na sinopse, a Anne é muito faladeira, coloca faladeira nisso, ela começa a falar alguma coisa e pode se preparar porque é um pequeno texto, mas não é chato, como eu disse, é poético.
    Anne também tem uma imaginação surpreendente, inventa nomes para lugares de que ela não gostou do nome original. Ela também é muito sentimental, mas também, ela viveu cuidando de crianças e quando não era isso viveu em um orfanato, mas pelo menos ela tinha a imaginação.
    Os personagens são muito bem descritos, como eles são por dentro e por fora. Uns tem um espirito afim, outros não, como diz no livro. Os lugares que aparecem no livro são fantásticos, deu vontade de ir morar em Green Gables, onde no meu ver, é um lugar calmo e bom para se morar.

Foto do Blog Fabiana Freitas
    Edição:

    A edição, que é de 100 anos de Green Gables, é super linda, ela tem umas borboletas, que você podem ver na imagem ao lado, e tem a Anne sentada em baixo de uma arvore com um livro. Confesso que peguei o livro por causa da capa.
    Ele tem orelhas e as folhas são brancas, mas é uma leitura tranquila. A capa não tem nada especial, ela não é lisa e sim meia fosca.

   Trechos:

    " — Tenha dó e feche o bico - disse Marilla - você fala demais para uma garotinha."

    " Todas as manhãs são interessante, não acham? Não se sabe o que vai acontecer durante o dia, e há tanto espaço para a imaginação. Mas que bom que não está chovendo, porque é mais fácil ficar alegre e suportar as aflições num dia de sol."

    " Ele sorriu com seu sorriso tímido para ela enquanto entravam no pátio."


    Nota: 9,0 porque o livro não me prendeu na leitura.

    E-mail: minhapequenaestante@hotmail.com
    Facebook: https://www.facebook.com/eueminhapequenaestante


Comentários

  1. Poxa fiquei interessada em ler, e que saudades de livros assim, que eu lia muito na adolescência. Beijos Lipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure ler, não irá perder seu tempo. Beijos.

      Excluir
  2. Muuito boooom '-' Gostei da resenha :3

    ResponderExcluir


  3. estou lendo e falta muito tenho que entrega amanha

    ResponderExcluir

Postar um comentário